6 de agosto de 2017

Floresta negra - Alemanha


Da última vez que fui a Europa, fiquei em Strasburg, na França. Uma cidade linda, que está na divisa com a Alemanha, que fica há umas 3 horas de ônibus (estava de excursão)! A guia sugeriu um passeio extra para a Floresta Negra e nós topamos na mesma hora!! E não me arrependo e super indico!

A cidade (Titisse) tem lojinhas de relógio kukos que são uma graça! Nas horas cheias, o relógio de fora faz sua "apresentação"!! Tem um vídeo abaixo para você ver como funciona!






A Floresta Negra (em alemão: der Schwarzwald) é uma cordilheira do sudoeste da Alemanha, no estado (Land) de Baden-Württemberg. Ela é separada pelo vale do Reno do maciço dos Vosges, de que retoma a forma triangular e o tipo de relevo, mais elevado ao sul. O ponto culminante é o Feldberg, que atinge 1493 metros.

Região bastante irrigada, a Floresta Negra é atravessada pela linha divisória de águas entre o oceano Atlântico e o Mar Negro. O rio Reno contorna o maciço pelo sul e depois pelo oeste, recebendo como afluentes o Kinzig, o Murg e, somente em Mannheim, o rio Neckar, que atravessa o maciço em direção do norte com seus afluentes, o Enz e o Nagold. O rio Danúbio resulta da confluência do Breg e do Brigach e se dirige ao leste.

A Floresta Negra se classifica como uma Floresta Boreal.

A economia se concentra principalmente nos vales. A vida agrícola a associa a criação de gado e a cultura de cereais. A indústria trabalha principalmente com a madeira dos inúmeros pinheiros. A indústria têxtil e a relojoaria cedem lugar ao turismo. As fontes termais já eram conhecidas pelos romanos. As principais cidades da Floresta Negra são Friburgo em Brisgóvia, Lörrach, Baden-Baden, Villingen-Schwenningen, Titisee-Neustadt e Furtwangen.






O bolo Floresta não teve seu nome por conta da Floresta negra! E esse é uma delicia!! Leve, não tem o gosto forte!! Simplesmente vontade de comer muita torta!! E eu pensava que o nome da torta tinha tudo a ver com a Floresta! Mas tem a ver com o nome do licor usado na mesma, sendo proibido colocar ser Floresta Negra sem o licor!

O bolo Floresta Negra é o nome da sobremesa alemã Schwarzwälder Kirschtorte, literalmente, "bolo de cereja Floresta Negra"

Tipicamente, o bolo Floresta Negra consiste de algumas camadas de bolo de chocolate, com creme chantili e cerejas entre cada camada. Depois, o bolo é coberto com mais creme chantili, cereja marrasquino, e raspas de chocolate. Em algumas culturas da Europa, são utilizadas cerejas Ginja entre as camadas e na decoração. Tradicionamente, Kirschwasser (um licor claro, destilado de cerejas negras) é adicionado ao bolo, mas sendo comum também o uso de outros licores (como o rum, mais comum nas receitas austríacas. Nos Estados Unidos, o bolo Floresta negra é mais comumente preparado sem álcool. Entretanto, segundo as tradições alemãs, o Kirschwasser é obrigatório na receita, sendo ilegal a venda do bolo sob o nome Floresta Negra sem o licor.

O bolo não foi nomeado diretamente por influência da Floresta Negra (Schwarzwald, região montanhosa na região sudeste da Alemanha), senão pelo licor de cerejas Ginja típico daquela região, conhecido como Schwarzwälder Kirsch (wasser). Este é o ingrediente que, com o toque característico de cereja e o teor alcóolico, dá o sabor ao bolo. Cerejas, chantili e Kirschwasser foram combinados como sobremesa pela primeira vez na forma de uma receita com cerejas cozidas, que eram servidas com creme e Kirschwasser, enquanto o bolo combinando cerejas, biscoito e chantili (mas sem o Kirschwasser) provavalmente surgiu na Alemanha

Hoje em dia, o Cantão de Zug, na Suíça, é renomado internacionalmente por sua Zuger Kirschtorte, uma bolo com base de biscoito que não conta com Kirschwasser entre seus ingredientes. Uma versão do cantão de Basel também existe. O confeiteiro Josef Keller (1887–1981) afirmou ter inventado a Schwarzwälder Kirschtorte na sua forma presente em 1915, no proeminente Café Agner em Bad Godesberg, agora uma região suburbana de Bonn, cerca de 500km ao norte da Floresta Negra. Esta afirmativa, entretanto, nunca foi confirmada.

Schwarzwälder Kirschtorte foi mencionada pela primeira vez em um escrito em 1934, quando era particularmente associada a Berlin, mas também encontrada em confeitarias de classe alta em outras cidades da Alemanha, Áustria e Suíça. Em 1949, o bolo Floresta Negra ocupava o 13º lugar em uma lista dos bolos alemães mais conhecidos, e desde então, a Schwarzwälder Kirschtorte se tornou renomada mundialmente.




Esse é o lago Titisee! Pena que estava garoando e não deu para aproveitar a vista! É um lago natural lindo! O lago tem 2 km de comprimento, 700 metros de largura e 40 metros de profundidade. No inverno ele vira uma pista de patinação! 





Fonte: Wikipedia

O conteúdo deste post foi decidido por Vivian Dornelles, autora do Blog dicas de Viagem, tendo como critério a relevância do assunto para os leitores do blog, não havendo nenhum vínculo comercial com qualquer empresa ou serviço citado no texto. Não recebi qualquer tipo de remuneração pela escrita e publicação deste texto.

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search