3 de abril de 2017

Cuidados na cidade luz


Esse post serve somente de alerta e nao para assustar!

Fui para Paris em setembro de 2016 em uma viagem que fiz para varias cidades. Da ultima vez que fui, ha uns cinco anos atras andei de metro normalmente. Como ja haviamos feito os opcionais oferecidos no grupo (fomos de excursao), teriamos tempo livre. Somente optamos em fazer com o grupo a visita guiada pelo Louvre, pois minha mae achou melhor.

No trajeto do onibus ate Paris, perguntei a guia sobre ir aos lugares como Notre Dame de metro. Ela disse que estava tudo muito perigoso e nao aconselhava a andarmos de metro e pegar taxi dividindo com mais alguem. Ela contou varias historias, de gente pulando as catracas e entrando correndo no vagao assustando ela e a filha, fazendo-as sair correndo do vagao, roubo de bagagens nos halls dos hoteis e roubos. Foi ai que eu entrei para as estasticas francesas!

Fizemos naquele dia, o city tour pela cidade pela manha, paramos na Regina (uma loja de perfumes que atende bastante brasileiros em Paris - proximo a Opera), ao lado fizemos um lanche e esperamos a guia local. Pegamos o metro, pensando eu que iriamos descer e sair pela linha que para dentro do Louvre. Ela resolveu pegar outra linha para ida e outra para volta. Foi na volta que lembro de ter pego a carteira, pago os bilhetes do metro e foi ai que vi minha carteira a ultima vez. Na saida no metro, para ir ao ponto chegando no ponto de partida (a Regina), percebi que minha bolsa estava aberta e sem minha carteira. Na hora entrei em panico! Nao senti nada e nao faco ideia em que momento o roubo aconteceu.

O erro maior foi meu, deveria ter deixado a bolsa para frente, como ja sabia e orientacao da guia, mas em algum momento me destrai e dei chance para o azar. Fui correndo para o hotel cancelar os cartoes de credito, sorte que nunca ando com passaporte e tinha na carteira uns 70 euros.

Minha dica e: tenha cuidado ao andar por Paris. Esta mais perigoso sim do que ha cinco anos atras (mesmo eu tendo parte da culpa), nao da para andar tao sossegado assim. Nao faco ideia quem pegou minha carteira, se foi um frances, um refugiado ou um europeu de outro pais, pobre ou rico. So gostaria de alertar para se ter mais cuidado na cidade. Em nenhuma outra cidade que passei (passei por cidades grandes como Londres e Amsterdam), nao tive tanto medo como em Paris.

Mesmo com tudo isso, Paris continua sendo minha paixao. Amo a cidade e mesmo assim indico o passeio e volto para a cidade com toda certeza. Comi o melhor crepe da minha vida, fiquei em um hotel que via a torre do meu quarto (Paris Marriott Opera Ambassador - vou falar dele em um post especifico), estava perto da Opera, do meu resturante que amo em Paris (Pinos), quero voltar para ir a Disney, a casa de Monet e varios outros pontos que nao conheci!

Como disse nao quero assustar! Mas que voces nao cometam o mesmo erro que eu.

Bon voyage!


Postar um comentário

Start typing and press Enter to search