15 de abril de 2017

A dica e o olhar da Anna Martinelli - Prudentopolis

Conheci a Anna pessoalmente quando viajamos juntas para o projeto BlogTurFoz em 2012! Ela tem e uma das autoras do Blog Finestrino, ja visitou? E tambem tem a lojinha Finestrino, onde voce econtra diversos produtos, como as lindas Tags! Vale muito a pena!

A Anna passou as dicas de Prudentópolis! Olha o que ela passou:

Prudentópolis, a terra das cachoeiras gigantes

"No começo do ano estive em Prudentópolis, que fica a poucas horas de Curitiba. A cidade é conhecida como a terra das cachoeiras gigantes pelo motivo óbvio: tem um monte de cachoeiras absurdamente lindas e gigantes por lá!

O que me contaram é que tem cerca de 100 cachoeiras descobertas e catalogadas na região, mas com certeza tem muito mais do que isso.

A cidade é pequena, de colonização ucraniana e com tradições e costumes ainda muito clássicos dessa cultura. Os passeios são, em maioria, os de aventura e natureza, para visitar as tais cachoeiras gigantes.

Ainda é tudo muito pouco explorado, muito natural e as estruturas são muito simples. Ainda há disputas de famílias, brigas com o Governo, resistência da atual Prefeitura e aquela coisa toda. É uma pena, pois o potencial turístico é imenso, as belezas naturais são chocantes e teriam opções para todo mundo se o mínimo fosse providenciado. Mesmo com esses “probleminhas”, gente, que-lugar! Sabe aqueles lugares que encantam já no primeiro passeio? Aqueles lugares que a gente fica falando pra todo mundo “você TEM que ir”? Aqueles que a gente quer voltar (e não é a toa que esse mês vou voltar pra lá) e conhecer mais e mais? Então, assim é Prudentópolis pra mim.

Se você não é aventureiro, amigo de trilhas e natureza, não tem problema, porque eu também não sou e nunca fui. Porém eu já tinha ouvido falar maravilhas de lá e fiquei com a pulga atrás da orelha. Resolvi tentar. De fato, as trilhas são realmente TRILHAS, do tipo que você se suja sim, do tipo que tem mata fechada, do tipo que tem que trepar em morros, pedras e árvores, mas não é nada impossível, até porque o final vale muito a pena. Visual único, cachoeiras de 196m, 120m, 70m e assim por diante.

Ah, mas não pense que vai ter que dormir acampando, tá? Claro que se quiser, tem de tudo. Tem pra acampar, tem pousada no meio das reservas, tem lugar caro, lugar barato. A gente ficou no Hotel Elite Palace, um lugar super gostoso, simples mas extremamente aconchegante, com tudo que precisávamos, ótimo restaurante (e barato!), bem localizado.

Saíamos todos os dias de manhã por volta das 9h-10h e voltávamos no final da tarde. As distâncias são curtas em km, mas longas pra chegar. Explico: a maior parte das estradas que levam às reservas/cachoeiras, é de terra e cascalho, então temos que andar bem devagar, até porque como falei, é tudo muito simples, pouca sinalização, pouco tudo. Então precaução é necessário sim!

Por conta dessas distâncias entre os lugares e as trilhas em cada parada, é quase impossível fazer mais de 2 passeios por dia lá. E também, amigo... é bem cansativo! Não dá pra ficar na trilha quando escurece, então também temos que voltar antes do pôr do sol.

Tá, mas e quanto tempo precisa pra conhecer tudo? Na primeira viagem fiquei 3 dias completos e vi bastante coisa, além de fazer rapel e tirolesa e visitar o centro histórico. Mas pra ser honesta, acho que 5 dias pra quem quer ir uma vez só e ver tudo. Faltaram lugares pra gente visitar, sabe? Queria muito ter visto mais coisa, mas pelo menos sou de Curitiba e fica super fácil pra ir e vir várias vezes. São 3h daqui, mais ou menos.

Acho que as fotos falam por si só sobre tudo o que você vai encontrar lá, mas é bom lembrar que são trilhas, ou seja, vá com roupas adequadas. Tênis, repelente, mochila com poucas coisas, água, roupas leves e que te protejam e muito cuidado sempre! Acho que por mais difíceis que sejam algumas trilhas, é um destino que compensa demais. É uma surpresa atrás da outra, além de poder fazer rapel em cachoeiras enormes e ver uma um fenômeno quase único no mundo: 2 cachoeiras uma de frente pra outra. São só 2 formações assim no mundo!!

No blog tem posts completos do roteiro todo aqui, tem sobre a dificuldade de cada trilha aqui e dicas de onde comer aqui.

ROTEIRO – http://wp.me/p1dlxU-7fO 
TRILHAS – http://wp.me/p1dlxU-7fU 
DICAS- http://wp.me/p1dlxU-7fI"

Veja as lindas fotos que a Anna passou:










Anna, adorei sua participacao! Muito obrigada!! :-))

Quer participar da coluna do blog? Envie suas dicas e fotos para contato@blogdicasdeviagem.com! Aguardo voce! 


** Credito das fotos - Anna Martinelli. Proibido reproducao. 

  1. Amo cachoeiras! Vou colocar essas na minha lista!!!

    ResponderExcluir
  2. Que lugar incrivel, so de olhar da um gostinho de quero, a natureza e maravilhosa.

    ResponderExcluir

Start typing and press Enter to search