3 de março de 2010

F.A.Q


Foto: uta.edu

Estou criando a famosa Frequently Asked Questions as famosas perguntas frequentes o que vai facilitar muito sua vida e talvez a minha também! Vou colocando aqui perguntas que escuto e as que vierem por meio do blog, no twitter ou pessoalmente. Não necessariamente as perguntas estarão em uma ordem coerente, mas assim que for recebendo, ouvindo ou qualquer outro meio. Acredite se quiser, muitas das perguntas abaixo eu escutei algum dia.
A primeira coisa é uma dica mesmo: LEIA E ESCUTE bem quem entende mais de viagem que você. Há diversos blogueiros e sites com diversas informações bárbaras. Alguns deles você encontra na barra lateral no link "Super interessante - recomendo e leio". Se sua experiência é pouca ou quase nenhuma em Europa ou qualquer outro continente, ESCUTE, LEIA diversas vezes. Só depois tire suas conclusões. Quem faz um blog ou site LÊ, ESTUDA, VIVENCIA, APRENDE MUITO antes de escrever.


1) Tenho 1000,00 euros e quero passar 15 dias na Europa com minha (meu) companheiro (a). Você acha que devo ir?
NÃO! Pelos motivos que estão lá no post
Cada um no seu quadrado. Entenda e compreenda. O mundo infelizmente não é para todos baby!

2) Acho um absurdo pagar por 100-150 euros por uma diária de um hotel na Europa. Já acho caro pagar 40 euros. Prefiro ir em um restaurante e tomar um vinho de 80.
Acho um incorencia total. Normalmente estes "hotéis" são albergues, não há maleiros, ningém vai arrumar seu quarto, muitos não tem café da manhã e muitas vezes quando tem não é dos melhores. E estes, ficam na pqp (entendeu?), longe de tudo e normalmente você precisará apelar a táxi e metrô (e as vezes não tem metro por perto).

3) Você não aconselha este tipo de alojamento?
Eu não fico. Mas cada um fica onde e como pode. Só acho um absurdo você sair com seus 1000,00 euros para passar 15 dias - na verdade, passando trabalho por 15 dias. EU não saio de casa para ficar em lugar pior que minha. Ou seja, cama limpa, alguém que arrume minha cama. Você pode achar um absurdo, mas respeite, ok?


4) Você é uma chata no quesito de viagem?
SIM! Não saio de casa para usar um cocar (leia-se as famosas indiadas). Fazer 1000Km so para ir a um lugar passar o dia... no way.

5) Você faz guias personalizados?
No momento, NÃO. Quem sabe um dia?

6) Tenho pouco dinheiro, quero viajar com minha familia fazer uma viagem para o exterior. O que você acha?
Não vá. Fique em casa no máximo faça um roteiro no seu estado, de três - quatro dias no máximo. Se tiver um pouco mais faça um roteiro para dentro do Brasil mesmo, com muita cautela e cuidado com as dividas.

7) Você não faria uma viagem economica?
Sim faria. Com algumas restrições, não ficar em albergue é uma delas. Já passei da idade para aventuras. Uma boa diaria para mim é de 100 a 200 euros. Passagens baratas sempre se consegue.

8) Onde estou faço a conversão de moedas. 100 euros é em torno de 300 reais, faço muita coisa com esse valor no Brasil. O que você acha?
QUEM CONVERTE NÃO SE DIVERTE. Se você ficar toda hora pensando que 2,00 euros por uma água é em torno de 6 reais, que 3 euros é um café é 9 reais e no Brasil você paga muito menos por isso, NÃO VÁ PARA EUROPA. Toda viagem tem muito gasto. Como disse no post "Cada um no seu quadrado", uma viagem NÃO SE RESUME SÓ NO VALOR DO PACOTE PAGO. Você tem que comer, se locomover e tudo mais. É torturante ficar em um lugar com muita vontade de comer um doce (ou comprar uma lembrança, uma camiseta) por exemplo, e você ver que não pode por conta de seu orçamento. Acorda Alice!

9) Você aconselha a viajar sozinha (o), pacote ou excursão?
Segundo o Ricardo Freire, do Viaje na Viagem, as diferenças
Pacote: costuma ser mais barato por conta das operadoras ter poder de negociação. Inclui o básico - passagem, hospedagem, transfer entre aeroporto e hotel. As vezes o city tour está incluido.
Excursão: mais caro que o pacote , porem todos os passeios essenciais estão inclusos (e algumas refeições também). O passageiro não precisa esquentar a cabeça com nada além de estar a postos na porta do hotel todo dia à hora marcada. EM COMPENSASÃO, (ESCOLHA MUITO BEM O RETEIRO - POR MIM ESTA PARTE) QUE TENTAM PERCORRER CONTINENTES INTEIROS EM UMA VIAGEM SÓ, PODE PASSAR MAIS TEMPO DENTRO DO QUE FORA DO ÔNIBUS.
Sozinho: Você pode fazer tudo sozinho, desde a compra de passagens até passeios via internet. Isto para quem encara companhias aéreas low cost, albergues e bed & breakfast resulta em economia (claro que você pode fazer da maneira contraria, primeira classe, hotéis de luxo e entre outros). Lembre-se que é tudo por conta própria mesmo. Não terá ninguém te esperando para o transfer, vire-se para chegar ao seu hotel.
Agora, a escolha é sua!

10) Você aconselha a levar livros nas viagens?
Sim, desde que não sejam os muito pesados. Eu gosto dos da National Geographic (para lugares), "100 dicas para viajar melhor" do Ricardo Freire e o livrinho de bolso da Mari Campos (Blog Pelo Mundo) os dois últimos para dicas gerais. Não leve tudo o que tem. Faça então em um bloquinho as dicas da internet e livros e então compile de vários lugares caso queira.

11) Quanto você reservaria para alimentação?
Na Europa, de 20 a 30 euros por pessoa. Sem muito luxo com esses valores. Caso tope, você encontra sanduiches e essas coisas por 5-10 euros - mas você aguentará 15 dias comendo só sanduíche? Eu não.. De noite ainda vai, um dia que outro, mas sempre no way. Experimentar a culinaria local também é turismo.

12) Viajar com alguém que tem menos dinheiro que eu é uma boa?
Creio que não. Você tem condições de entrar naquele restaurante que leu em algum blog ou site ou recomendação de alguém e custa 60 dólares ou 60 euros como queira por pessoa. Você está super afim de ir e sua companhia de viagem não tem condições. Não dá para você patrocinar tudo para o outro (não estou falando de casais e familias e sim amigos mesmo), uma vez que outra sim, mas sempre não dá né.. E também não sinta inveja se sua amiga está indo comprar aquela Fendi da última coleção. Cada um compra e gasta como quer e como pode. Seja humilde e ajude-a escolhendo. Isto é amizade. Ou se você que tem dinheiro entre no clima do outro. Minha dica é viajar com alguém que tenha as mesmas condições financeira que você, ou bem parecidas.

13) Eu não aceito quem gasta muito em viagens.
FIQUE NA SUA BENHE. Cada um gasta o que pode e como quer. Se eu quiser ficar hospedada na suite Coco Chanel em Paris eu vou (p.s: eu quero ir muito so falta o convite - prometo que escrevo um post tri legal) e ir de primeira classe (repito o p.s acima). A inveja é um problema psicologico!
"Se os outros viajam e você não, a culpa – seguramente – é sua! E não dos outros. O livre arbítrio existe para que VOCÊ decida o que fazer com o seu dinheiro. Se a prioridade na sua vida é ter uma televisão de 42 polegadas, invista nela! Mas não demonstre aflição na prosperidade dos que vivem de malas prontas. Entenda que os turistas profissionais viajam não porque tenham dinheiro, mas porque o patrimônio que eles buscam nenhuma moeda pode comprar." (por Silvia Oliveira)
14) Tenho 100 dólares que sobrou de uma viagem que fiz aos Estados Unidos e estou indo para Barcelona, poso usar os dólares (sem conversão) em Barcelona?
Claro, que NÃO. Você pode levar os 100 dólares, ir em uma casa de cambio em Barcelona e fazer a troca para Euro. Isso vale para o inverso também. Bem como você não pode ir na Renner (ou qualquer outra loja na sua cidade) com pesos argentinos e fazer suas compras.

15) Você aconselha aluguel de carro?
Não e depende. Eu acho que muitas vezes alugar um carro é uma "bomba". Lugares como Paris e Nova York tem um transito infernal, lugar para estacionar é horrivel (na rua) e os estacionamentos são caros. Quem não conhece estas cidades não faz idéia do trânsito caotico as 18 horas. É muuuitto mais fácil utilizar o metro, que além de mais barato é mais prático. Te aconselho a alugar carro se por exemplo você estiver em Nova York e quiser ir ao Premium outlet ou cidade proxima, que vá e volte no mesmo dia no máximo. Já ouvi histórias de carros sendo roubados em Roma..

16) Você viajaria com alguém pagando suas contas?
Claro! Mas iria ter algumas condições do tipo, iria postar exatamente o que achei do serviço, se foi ruim foi ruim, não iria colocar algo do contrário que achei só para agradar alguém.
17) Que lugares você indica para Lua de Mel?
Well, eu (ainda) não passei por este "evento" - espero que não demore muiittto, mas se eu fecho os olhos os lugares que me vem a cabeça para Lua de Mel, mesmo não tendo conhecido nenhum o primeiro deles é a Polinesia Francesa (Bora Bora e região) - para mim não há lugar mais romantico no mundo. Também não dispensaria Ilhas Mauricio, Seychelles. Aqui no Brasil, iria para o Nannai em Porto de Galinhas ou o Ponta dos Ganchos em Floripa. Acho que lua de mel tem que ser um lugar romantico e legal para o casal. Uma vez ouvi uma história: o cara disse para a futura esposa - arruma na tua mala roupas de praia, mas o lugar que a gente vai é surpresa. Ela estava imaginando algo como Fernando de Noronha. Eles foram parar em Torres (moram ou moravam em Porto Alegre nesta época), ficaram uns 5 dias e choveu todos e acabaram voltando para Porto Alegre antes. Juro que eu saisse de casa em lua de mel, saindo de Porto Alegre e ir para Torres eu acho que uma coisa muito chata ia acontecer. Então vá para Gramado, mais romantico que Torres - na minha opinião. (Não tenho nada contra Torres, acho uma praia linda, mas não gostaria mesmo de ir passar minha lua de mel por lá..). Não descarto Paris (pode ser só Paris na minha singela opinião). Também já me falaram muito de Portofino...
(p.s: eu ouvi esta história de Torres, se ela aconteceu ou não, já não tenho certeza. Também não faço a minima idéia de quem seja o casal, se continuam juntos, se tem filhos ou qualquer outra coisa)

18) Vi um casaco de R$ 1800,00, lindo. Mas jamais compraria, pois com este valor compro uma passagem para a Europa.
Não vou comentar esta pergunta tá? Leia-se as entrelinhas..
19) E os cruzeiros?
Não sou a pessoa mais indicada a falar neste assunto! Minha experiencia não foi muito boa. Mas indico também a você entrar em contato neste blog do Ernesto ou pelo email est@portoturistico.com.br, no twitter e o Blog Alto Mar ou no twitter.
  1. Bom dia. Já que você está citando o Ricardo Freire e a Mari Campos, acho que seria simpático você colocar o link dos blogs deles, assim como você fez com o Ernesto ao final do texto.
    Um abraço,
    Luciana

    ResponderExcluir
  2. Oi Luciana!

    Obrigada por você ter avisado! Eu tinha esquecido mesmo. Obrigada mesmo!

    Um abraço

    ResponderExcluir

Start typing and press Enter to search